Quarta-feira, 26 de Setembro de 2012

Gaspar estava certo sobre o ponto de viragem, só não imaginaria que a viragem iria acontecer nas ruas e na opinião pública, e contra as políticas que estão a destruir o país. Infelizmente, o buraco colossal em que estamos metidos vai-se alargando a cada novo relatório da execução orçamental. A previsão de dívida pública para este ano foi revista - e pelo Governo, portanto podemos apostar que ainda vai ser superior - para 119,1%, acima da anterior previsão de 114,4% e bastante acima dos 107,8% de 2011. Para 2013, o Governo prevê que a dívida chegue a uns brutais 124% (será mais, podemos ter a certeza disso) em vez dos 118,6% previstos anteriormente. Estas previsões são o resultado da péssima execução orçamental, com o défice orçamental a aumentar 726 milhões de euros em relação a Julho (num ano em que deveria ser reduzido), mesmo incluindo receitas extraordinárias dos fundos de pensões da banca. Do lado da despesa, o Governo cortou 15%, mas sobretudo à conta do confisco do subsídio de férias dos funcionários públicos, o que por sua vez se repercute na quebra do poder de compra e do consumo e na consequente redução das receitas fiscais do IVA. Um virtuoso ciclo de destruição: um pequeno passo para Gaspar, um gigantesco afundanço para a economia portuguesa. Ponto de viragem  sem dúvida.

 

Trecho retirado do blog Arrastão.

publicado por alertamadrugada às 22:48
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
28
29

30


comentários recentes
Agradeço a sua visita e comentário. este será sem...
Muito Bom post.Realmente, este flagelo agrava em m...
um belissimo artigo que está inserido no blog Arra...
Dos piores poemas que encontrei no Alertamadruga!!...
Um belissimo artigo escrito por Clara Ferreira Alv...
e quem fala assim nao é gagooooooo.
grandes verdades ditas em poesia.
Ora aqui mais umas valentes verdades, ditas e escr...
forca Antonieta..obrigada por nos ofereceres um bl...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro